Professores de quatro cursinhos ouvidos pelo G1 listaram 14 assuntos que, segundo eles, estão entre os possíveis temas de redação do Enem. Vote abaixo naquele que você acredita ter mais chance de cair.

 

Homofobia e criminalização no Brasil

Getty Images
Outra aposta da professora Alana Vivas, do SAS, são assuntos ligados à homofobia, tendo em vista que questões relacionadas aos direitos humanos são abordadas na prova. “A proposta envolvendo a criminalização da homofobia, que não foi homologada pelo Senado até então, traz à tona esse assunto, além de que as recentes discussões a respeito da liminar que autoriza psicólogos a oferecerem tratamentos de reversão sexual, a chamada ‘cura gay’.”
2

Sistema prisional brasileiro

Ainda entre as apostas da professora Alana Vivas estão os temas ligados à superlotação dos presídios e às condições dos detentos, que apresentam bastante espaço para propostas de intervenção.
3

Família no século 21

Outra aposta de Vinícius Beltrão, do SAS, é baseada na transformação do conceito de família desde o século passado. “A família nuclear composta por pai e mãe, hoje divide espaço com mães que optam pela produção independente, casais homoafetivos, crianças que são criadas por avós, casais demasiado jovens, entre outros”, afirma.
4

Ciberbullying e outros crimes virtuais

Getty Images
Alana Vivas e André Valente, professor do Cursinho da Poli, lembram que o tema norteou muitas discussões deste ano. Bons exemplos são a série “13 Reasons Why”, da Netflix, que foi febre entre os jovens e retratou o ciberbullying e a depressão, além do fenômeno Baleia Azul, um “jogo virtual” que incentivava a automutilação e o suicídio.
5

Desafios da mobilidade urbana

Getty Images
A mobilidade urbana é um desafio nas principais cidades do Brasil. Alana Vivas, do Cursinho da Poli, afirma que o crescimento da população nos principais polos urbanos somado à precariedade dos serviços de transporte público geram trânsito intenso, além de acidentes e problemas ambientais.
6

Lixo e meio ambiente

Getty Images
Meio ambiente é um tema “amigo” do Enem. Para Simone Motta, coordenadora de português do Etapa, , ele pode cair na redação do ponto de vista da criação de soluções ecologicamente corretas, como fonte de energias alternativas, como eólica e solar. Ainda dentro desta temática, ela lembra a questão da produção e descarte correto do lixo, principalmente o digital.
7

Ativismo nas redes sociais

Getty Images
As redes sociais cada vez mais estão sendo usadas para expressar opiniões e promover debates. Alana Vivas, consultora pedagógica do Sistema Ari de Sá (SAS), acredita que este ativismo nas redes, o “ciberativismo”, pode inspirar temas de redação.
8

Envelhecimento da população

Getty Images
Vinicius Beltrão, do Sistema Ari de Sá, reforça que a população brasileira tem passado nos últimos 70 anos por uma inversão em sua pirâmide etária, e este fenômeno tem consequências.
9

Pessoas com deficiência

Getty Images
André Valente, professor do Cursinho da Poli, lembra a tendência do Enem de tratar assuntos relacionados às minorias, por isso ele acha que as pessoas com deficiência pode inspirar o tema deste ano.
10

Jovens e drogas

Simone Motta, coordenadora de português do Etapa, acha que um assunto provável é o consumo de álcool e drogas entre adolescentes. O tema pode ser abordado sob a ótica da saúde pública e o impacto desse consumo cada vez mais precoce à saúde.
11

Força da juventude

Getty Images
Daniel Perez, professor do Cursinho Maximize, acredita que temas ligados à juventude podem aparecer. O professor lembra que a força da juventude e a importância dos jovens para a sociedade são assuntos que nunca foram abordados, são fortes e por isso têm potencial para cair este ano.
12

Saúde e o Sus

 
Daniel Perez, professor do Cursinho Maximize, aposta, ainda, que a saúde e o Sistema Único de Saúde (SUS) podem inspirar temas. Ele lembra que o sistema em si tem falhas, mas ele pode ser cobrado do ponto de vista positivo. Perez cita como exemplo o fato de o Brasil ser modelo mundial em campanhas de vacinação e controle do vírus HIV.
13

Onda anti-vacinação 

 Outra hipótese de Simone Motta, coordenadora de português do Etapa, é a “onda” anti-vacinação na qual muitas famílias embarcaram. Ela é justificada pela disseminação de mitos, ou até mesmo crenças pessoais que fazem com que muitas pessoas optem por não imunizarem seus filhos. “Isso gera uma preocupação muito grande por parte do governo porque muitas doenças já erradicadas, correm o risco de voltar a aparecer.”
14

Poder transformador do trabalho

Getty Images
Daniel Perez, professor do Cursinho Maximize, acredita que a redação vai manter a linha de abordar um problema social brasileiro. Uma de suas apostas é o “trabalho e seu poder transformador”, assim como questões ligadas ao empreendedorismo relacionadas à criatividade do povo brasileiro.
Fonte : G1